Origem Sobrenome

Sobrenome1
Sobrenome2
Sobrenome3

Segundo Dicionários

Sobrenome de origem geográfica, do italiano – forma pluralizada de ‘prato’ (do latim ‘pratum’ prado, pradaria); indica cidadão residente em pradarias ou, também, o habitante de um dos muitos lugares chamados ‘prati’ [Ciro Mioranza, Dic. dos Sobrenomes italianos, 250]. Família de origem italiana estabelecida no Rio Grande do Sul, por onde passou Giovanni Prati, que deixou descendência, em Bagé(RS), de seu casamento em 1958, com Maria Luiza Prati. Foram pais de João Prati Filho[1861,Bagé-04/02/1927,idem] que deixou geração de seu casamento, a 25/05/1889, em Bagé, RS, com maria José Garrastazú, [26/07/1868, Bagé,RS-1945], filha de Juan Antônio Garrastazú(v.s.) do Rio Grande do Sul.

Sobrenome de origem italiana, classificado como sendo um topomínico, pois têm origem geográfica, Prati é plural de Prato que vem do latim Pratum significando prado ou pradaria, indicava um cidadão residente em uma pradaria ou habitante oriundo de uma da 5 cidades chamadas Prato, a forma plural surgiu quando, na Itália antiga adotou-se o costume de os membros de uma mesma família morarem junto em grandes fazendas, assim a “Casa dos Pratos” era conhecida em italiano como “Cassata dei Prati”, a terminação ‘i’ em italiano forma o plural.[luiz Carlos Benzi & Lilian P.S. Benzi – SP – Brasil.

The Historical Research Center

No ano de 476 da Era Cristã, com a queda do Império Romano, os ancestrais da família Prati encontravam-se vivendo sob o governo de um guerreiro germânico chamado Odoacro. Odoacro foi suplantado antes do século V por Teodorico, lider dos Ostrogados. Tendo sido educado em Constantinopla, Teodorico colocou um alto valor na civilização romana e presidiu sobre o que veio a ser descrito como um “Verão Indiano” para os romanos. Após a sua morte, surgiram tumultos e o imperador bizantino Justiniano agarrou a oportunidade de recuperar a Itália, colocando a península em décadas de guerra. Embora o governo pelas tribos germânicas que começaram na Itália em 476 com o supracitado Odoacro, não foi senão até a conquista lombarda no século VI que os italianos, incluindo os ancestrais da família Prati, estavam para sentir os efeitos da cultura e costumes germânicos as quais tinham começado a influenciar a sociedade italiana, tendo em vista a proliferação de nomes pessoais germânicos.

O grande historiador suiço da Renacença, Jacob Burckhardt, atesta que aquele tumulto político sofrido pelos italianos após a queda do Império Romano não atrapalhou sua criatividade artística ou dinamismo econômico. A Itália era de fato o centro cultural e comercial do oeste da Europa, através dos séculos XIII ao XVI, com muitos dos admiráveis membros da família Prati, contribuindo para esses sucessos comerciais e artísticos. A Itália era a casa de figuras como Dante, Bocácio, Da Vinci, Miguel Angelo, Escarlate, Vivaldi, todos os quais ajudaram a definir a civilização do Oeste. A eventual unificação da Itália, que somente ocorreu em 1870, foi o produto de um movimento conhecido como “Risorgimento” (“Ressurgimento”), liderado pelos Piedmonteses sob a casa de Savoy, que viria a ser mais tarde a casa governante da Itália para quem, com certeza, a família Prati prestou lealdade.

Embora hoje em dia a maioria da população da Itália fale o italiano, apesar do uso de diversos dialetos regionais, ainda existentes nos confins da Itália nós encontramos minorias como gregos, albanos, eslovenos, germânicos, catalães e friulianos, cada um dos quais com suas distintas linguagens, cultura e, é claro, nomenclatura. Portanto a família Prati tem aproveitado a vida através dos séculos num país enriquecido pela diversidade de linguas e culturas. E naturalmente, a imigração de milhões de italianos para as Américas do Norte e do Sul resultou em cultura italiana, tais como arte culinária e de fato nomes de famílias que se espalharam nessas regiões.

O nome de família  italiano Prati é classificado como sendo de origem habitacional. Nomes habitacionais são aqueles nomes de família derivados do local de residência de seu portador inicial ou do nome da cidade ou vila onde residia. em algumas circunstâncias, nomes habitacionais se referem a uma residência em particular, de acordo com o autor Emidio de Felice, o sobrenome Prati deriva de um dos muitos lugares denominados Prado que são localizados no norte da Itália, partirculamente nas regiões de Veneto e Friuli-Venezia Giulia. de Felice também atesta que a origem do nome desses lugares são encontrados no termo do norte italiano “prado”, reproduzido em forma padrão italiana como “prato”, a seu turno derivado do latim “pratum”.

Devemo-nos lembrar que desde os séculos X e XI, nomes hereditários de família já estavam em uso entre os cidadãos de Veneza, No entanto, o seu emprego pelo resto da Itália só foi adotado a 800 anos mais ou menos, com o sul e a Sicília adotando-os após um longo período de tempo. Variantes do sobrenome Prati incluem Prato, Pradi, Prada, Prado e Pradelli. Uma da mais antigas referências a este sobrenome, ou uma variante, é o registro de um Bartolomeu Prati, um jurista nascido em 1471. Entretanto, pesquisas em curso podem encontrar este sobrenome já documentado em data anterior à indicada acima. Notáveis portadores do sobrenome Prati incluem Francesco Manca Di Prati, professor de filosofia e membro da ordem dos Dominicanos mencionado em 1636, e Claudio Prati, jornalista nascido em 1878.

Sob o sistema de nomenclatura romano, o distinguido fundador da linhagem Prati deve ter sido identificado por um nome tripartido consistindo de seu nome pessoal, o nome dos “gens” ou “linhagem” a qual pertencia, e o cognome que distinguia a sua família de outras com os mesmos “gens”. Com a queda do Império Romano no século IV, voltou a ser costumeiramente empregado somente o nome pessoal e o cognome, omitindo-se o nome dos gens na maioria dos casos. As tribos germânica que então ocupavam a Itália, favorecerem a prática de se usar um simples nome pessoal, e a família Prati juntamente com outras famílias, sem dúvida abandonaria seus nomes romanos tradicionais por estes usados por seus novos governantes. Durante a idade média, quando os sobrenomes italianos também estavam tomando forma. Uma dessas tradições foi aquela de se colocar uma carga sobre o escudo que aludia a um certo evento histórico. Por exemplo, aqueles membros da família Prati que podem ter tomado parte no conflito entre Guelfos e Gibelinos, devem portar uma faixa, indicando o lado apoiado. Portanto, membros da família Prati não só portam um nome distinto mas também o que cada qual significa, a história, a coragem e os feitos dos que orgulhasamente o portaram nas gerações passadas.

BRASÃO DE ARMASDe verde, um leão de negro.
Tradução
Verde denota Esperança; o leão simboliza
Coragem e Força; Negro denota Constãncia
TimbreUma aguia estendida de negro, coroada de ouro,
Origem Itália


Fonte : The Historical Research Center
19 de outubro de 1999

3 comentários em “Origem Sobrenome

  • 21/10/2015 em 13:54
    Permalink

    GRACIAS POR LA ILUSTRACION, FUERTES ABRAZOS A LA DISTANCIA LA FAMILIA AMERICANA PARA ABARCAR A TODOS RESIDAN DONDE RESIDAN PUES EL LAZO DE SANGRE NO TIENE FRONTERA RAZA O GENERO. UN SOLO DIOS JEHOVA-PADRE y JESUCRISTO-HERMANO A QUIEN LE PIDO LA BENDICION PARA TODOS.-

    Resposta
  • 10/11/2015 em 14:25
    Permalink

    o nome prati é um nome toponimico ouseja, onde havia uma pradaria e vivesse um grupo de pessoas aquele gropoderia se tornar prati, ou prados, poque viviam ali. no século xiii houve um acordo na igreja católica onde todos naquela regiao do mediterraneo inclusive a alemanha deveriam falar e escrever o italiano…….houve a quedo do imperio romano no sec iv quando constantino foi ppara a turquia entao o terririo italiano foi invadido po odoacro que hoje esta enterrado na umbria, na quela época a europa era conhecida como reino merovingio, após isso foi invadida pelos hunos , mas há tinham os ostrogodos, os sabinos, os gregos no sul, chegaram os suécos ao norte,as tribos russas também ao norte,os lombardos,a noroeste já haviam os ligures (os mais antigos da europa) os celtas e suas tribos entres elas os vertamarcores , os normandos, no sec vi chegou a europa chegou a Itália os Arabes da Africa do Norte que trouxeram a cultura com a biblioteca de Alexandria, a medicina, a astrologia para a navegaçao, a culinária, a agricultura em nivel….no sul Italiano ficarm 7 secolos, veneza, lucca, napoli, genova por 4 secoli e na espanha e portugal por 7 secolos e na sicilia por 7 secolos…..segundo uma amiga minha , prof. de Italiano ela me disse que como no Brasil a cultura arabe atávicamente é na Italica visivelmente notada……entao a etnia italiana logo é bem misturada e somos de uma etnia ´so bem lá atr´s com os romanos, por isso que a etnia italiana é muito bonita mas quer dizer que somos todos parents até pode ser mas nao é garantido.Vejam que até os dialetos sao bem diferentes , muito interessante, vários Países dentro de um País.è issoaí a Itália é uma naçao cheia de história , nem mesmo os própios italianos a sabem de toda,tanto isto que tem muitas universidades lá.Um abraço, Getulio Prati.

    Resposta
  • 11/11/2015 em 14:42
    Permalink

    BEM AMIGOS PARA ENCERRAR O MEU COMENTÁRIO, NO SÉCULO IX OTO REI DAGERMANIA INVADIU ROMA E A DESTRUIU TOTALMENTE…..LOGO ISTO FOI CONVIDADO PELO PAPA DA ÉPOCA A SER O REI DE ROMA E ASSIM NASCEU O IMPÉRIO ROMANO-GERMANO QUE DOMINOU A ITÁLIA O LÁCIO , O VENETO A UMBRIA,A LOMBARDIA, A EMILIA ROMGNA,A GERMANIA, A UNGRIA,TRENTINO(PERTENCIA A AUSTRIA) A AUSTRIA, PARTE DO PIEMONT, , A TOSCANA, O RESTO DOS TERRITÓRIOS FICARAM INDEPENDENTES OU EM PODER DOS ARABES OU DO REINO MEROVINGIO, MAIS TARDE CAROVINGIO.O IMPÉRIO ROMANO-GERMANO PERMANECEU DO SÉCULO IX ATÉ O SÉC. XX, 1926.OU SEJA A ITÁLIA SAO MAIS DE 72 ETNIAS MISTURADAS, SENDO A ÚNICA EM COMUM A ROMANA.OBRIGADO.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.