Pensamentos – Poesias – O Sereno do Tempo

Quando a noite
se abre às estrelas
e as velas brancas
saboreiam o mar,
o sereno adorna
o teu sono
cantando
cantigas de ninar.
Enquanto dormes
a vida segue
tramando teias
formatando
teus dias
e te roubando
o direito de sonhar.

Luiz Carlos Varella Prati

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.